Evite o efeito sanfona: conselhos de um nutricionista

Todos os anos, milhões de pessoas fazem dietas. Infelizmente, a grande maioria recupera o peso perdido e muitos engordam vários quilos que não tinham antes. Manter o corpo esbelto por toda a vida requer mais do que simplesmente contar calorias. Essa é a opinião dos médicos que desenvolveram alguns dos programas de emagrecimento mais eficazes. A seguir, apresentamos diversas recomendações dos especialistas:

Não fale sobre a dieta.
Aqueles que mais emagrecem sob supervisão não se submetem a um regime alimentar, mas sim, modificam a maneira de comer. Essas pessoas se abstêm de gorduras e doces e se esquecem de beliscar entre as refeições. Começar uma dieta significa acabar com a dieta.

Faça um diário do regime.

Seja realista
Se tentar chegar a um peso exageradamente baixo em comparação com o que pesa hoje, você estará fadado à derrota. As dietas para emagrecer de maneira rápida prejudicam muito, tanto física como psicologicamente.

A deficiência comum de todas essas dietas é não incluir mudanças adequadas nos hábitos alimentares e nem uma continuidade desse processo.
Quando saem da dieta recuperam os quilos excedentes, as pessoas sentem que fracassaram. Vários estudos comprovam que, na próxima vez que você tentar emagrecer, levará mais tempo e, eventualmente, ganhará ainda mais peso.
O mais recomendável é começar pouco a pouco e fazer progressos contínuos. Por exemplo, tente perder cerca de 250 gramas por semana.

Faça uma mudança de cada vez.
O excesso de privações pode provocar o aumento da ingestão. Por exemplo, depois de eliminar as frituras, não tire mais nada da dieta até se acostumar com essa mudança.

Faça um diário do regime.
Anote cada porção consumida e leia o diário com frequência para ter ciência do que, quando, onde e por que comeu.

Não pule nenhuma refeição.
Aqueles que fazem todas as refeições do dia queimam dez por cento a mais calorias do que quem omite alguma delas. A cada ingestão, o metabolismo é ativado. Se você comer apenas três vezes por dia, queimará 150 a 200 calorias a mais do que se fizer jejum.

Não resista à fome.
Qualquer um sente fome se fizer uma dieta restrita com menos de 800 a 1000 calorias por dia. O organismo pode responder de três maneiras: retendo líquidos, diminuindo a atividade metabólica ou forçando você a não comer muito ao se sentar à mesa.
Coma devagar e aprecie cada garfada. Evite distrações: não assista televisão ou leia na mesa enquanto come. Faça pausas em um momento ou outro; primeiro de 30 segundos e depois mais longas. Procure ser o último a terminar de comer. Se quiser repetir, espere, porque o cérebro precisa de 20 minutos para se registrar que está satisfeito.

Rejeite as gorduras.
Um grama de gordura contém o dobro de calorias de um grama de carboidrato ou de proteína. Além disso, as calorias procedentes de alimentos gordurosos têm maior probabilidade de serem armazenadas em forma de gorduras do que as derivadas de proteínas ou carboidratos. Faça uma lista de alimentos com alto teor de gorduras, cujo consumo você deseja reduzir ou eliminar: inclua nozes, leite integral, chocolate, biscoitos, alimentos fritos e bifes na lista.

Consuma mais amido.
Os carboidratos complexos são ótimos para controlar o peso porque contêm gorduras, açúcares e calorias em quantidades moderadas. Além disso, o organismo consome calorias ao digeri-los. Para isso, inclua em sua dieta alimentos como batata, arroz, macarrão e milho.

Seja sensato com os lanches.
Prefira pipoca sem acompanhamentos, vegetais e frutas. Por exemplo, você pode substituir os bolos gordurosos para outros mais leves.
Satisfaça sua vontade de comer doces com prudência.
Não tem problema acrescentar uma colher de chá de açúcar, que contém 15 calorias, à aveia. Prefiro que as pessoas façam isso em vez de consumir alimentos repletos de açúcares e gorduras invisíveis. Leia os rótulos dos alimentos processados, os quais, às vezes, contêm grandes quantidades dessas substâncias, além de sódio.
Encontre uma maneira de aproveitar seus pratos favoritos. Se você gosta de batatas fritas, leve ao forno algumas fatias de batata cobertas com um pouco de azeite.

Pratique exercícios com frequência.
As pessoas que têm maior probabilidade de manter o peso ideal são aquelas que praticam exercícios regularmente. As atividades físicas ativam a queima de calorias até 12 horas depois do fim do exercício, e também ajudam o corpo a perder gorduras em vez de músculos.
Use as escadas em vez do elevador. Desça do ônibus alguns quarteirões antes de chegar ao trabalho. A maioria das pessoas não tem nenhum motivo para não caminhar 15 minutos por dia. Depois de começar, intensifique o esforço gradualmente e tente caminhar cada vez mais rápido.

Anote seus progressos.
Tome seu peso inicial como base e crie um gráfico com para ilustrar seu progresso. Se você sentir vontade de desistir, conte quantas vezes resistiu. O preço da boa aparência é a vigilância constante.
Finalmente, lembre-se de que poucas pessoas conseguem manter o peso perdido na primeira tentativa. O fracasso é necessário para aprender. As pessoas que alcançam o sucesso persistem até encontrar um plano que ofereça bons resultados.

Leave a Reply